Relato de uma esposa de pastor

Tania Rubim

Relato de uma esposa de pastor

Olá dona Tânia tudo bem? Me interessei pelo o livro “Escolhida para o altar”, desde quando a sra ainda anunciava no seu site. Pedi a minha mãe que me enviasse e assim ela o fez. Há pouco tempo comecei a  ler o livro e  se tem sido uma benção.
Fico pensando: Meu Deus, como as jovens de hoje tem que levantar as mãos e agradecer a Deus por ter em mãos, em blogs tantas  instruções que antes não tínhamos!

Muitas das jovens que desejam o altar realmente não tem noção do deserto que trilharão, às vezes pensam que exageramos  quando contamos as experiências vividas.

Eu  já tinha um pouco de noção do que era a obra de Deus, pois graças a Deus tive o privilegio de ter Homens e Mulheres de Deus para me instruir e me explicar as coisas básicas do que é servir a Deus no altar;

Mas outra coisa é viver, passar e trilhar as dificuldades, enfrentar os desertos e permanecer firme e ainda assim: o amor pelas almas não continuar igual e SIM aumentar a cada dia!!!

Por este motive gostaria de compartilhar um pouquinho do que li até agora e como Deus me fez lembrar de momentos que ele esteve comigo.

Cap. 1 e Pag20: A sra falava de sua experiência quando chegou em Los Angeles, as dificuldades do idioma etc.: Logo lembrei que estando recém- casei(1999 em colômbia), fomos para uma igreja da capital.

Meu marido ficava o dia todo na igreja e eu o acompanhava, porem as noites era o pior momento: pois ele tinha que ir fazer programação de rádio até de madrugada, e por estar num país de guerrilha, quando lembrava que tinha que ficar em casa sozinha o pânico entrava dentro de mim, por muitas e muitas vezes também chorei (sozinha) devido o medo que acontecesse alguma coisa com meu esposo na rua (até porque ele já tinha sido refém de guerrilheiros anos atrás) e  tinha medo que acontecesse alguma coisa comigo em casa (pois guerrilheiros ligavam para me ameaçar de sequestro e violações e também porque  já tinham tentado entrar na casa que eu estava morando).

Apesar disso tudo ficamos nessa mesma igreja quase 2 anos mas nunca pensamos em pedir para sair daquela cidade, e porquê? Sabíamos que tinham almas que precisavam da gente.

Aprendí: O que realmente é confiar em Deus, esperar nele, lutar dia a dia contra o medo e somente o vencemos quando o enfrentamos de cara levantada e erguida.

Cap. 2 Pág. 38: A  Sra. fala que podemos ser levado a um lugar pobre, onde não terá como comprar roupas  etc.: Também logo lembrei de uma outra situação: Quando o Espirito Santo nos enviou para África em 2007 levei o máximo de roupas que tinha, pois preferi ir preparada, porém ao chegar lá, devidos problemas de saúde engordei 26 quilos e as roupas que tinha nenhuma me servia, e por ser África, as pessoas são todas magrinhas, no país não existia roupa que me entrasse (pois estava pesando 89kilos).

Ia para a igreja com as  peças de roupas de tinha e que ainda me entravam. Nunca me entristeci com isso, afinal o povo de Deus também iam com roupas repetidas.

O que aprendi: Aprendi que podemos ser felizes com pouco, que o importa não é comprar roupa toda quinzena e todo mês, aprendi a valorizar as coisas mais simples que muitas das vezes, por querer ter tanto , não se valoriza o que temos, aprendi agradecer a Deus por tudo, pelo pouco, valorizar 1 peça de fruta (pois o povo africano nem uma podem comer, pois é muito cara).

Cap. 3 Pág. 44: Quando li essa página Deus imediatamente me falou: Nada do que fiz por você, não foi porque é melhor que ninguém, mas porque você sempre valorizou o meu povo!

Irei recapitular o porque Deus me falou isso: Quando fomos para África em 2007, tinha sido diagnosticado vários problemas de saúde, eu precisava de cuidados especiais como medicamentos, uma alimentação altamente equilibrada e controles com especialistas cada mês.

Ao chegar na África: Nada do que precisava tinha naquele país!!!

Minha decisão na época foi: Ficaremos aqui, cuidaremos do povo  e Deus cuidará de mim!

A sobrevivência era minuto a minuto, hora a hora e  dia a dia, mês e mês sempre na  total dependência de Deus.

As piores crises foram nessa época, chorava e gritava de dor e no mesmo momento gritava com o inferno, porem segurando  firmemente nas mãos de Deus.

Com 1 ano e alguns meses, Deus operou o milagre dentro dos meus órgãos que estavam praticamente mortos e que precisariam de transplantes, fazendo-os funcionar normalmente, comprovando assim a cura.

O que aprendi: A clamar de verdade, clamar a plenos pulmões como diz em Isaias e sobretudo: depender de Deus.

Como a sra diz no livro: A pessoa tem que estar preparada, pois para cada um o deserto vem de uma maneira, e naquele momento é hora de calar e ouvir o que Deus tem a dizer, a nos ensinar e nos falar.

Agora continuarei ler os outros capítulos e assim absorver esse alimento que é eterno, pois desejo continuar sendo um instrumento nas mãos do altíssimo, ganhar muitas almas para seu reino.

Obrigada pela oportunidade, e desculpe o incomodo de entrar assim em seu e-mail.

Bjs

Fabiana

Autora do livro "Escolhida para o Altar". Faço a obra de Deus no Altar por 18 anos, espero através do blog ajudá-las, dividindo com vocês experiências e aprendizados.


Comments (11)
  • Avatar

    Suelem Silva Sep 12 2013 - 10:46 pm Reply

    Concordo plenamente,pois cada livro ,cada momento que vivemos agora ,são únicos antes não tivemos essa direção e por conta do Espírito Santo venciamos os problemas mas hoje as meninas tem a oportunidade dada pelo próprio Deus de ter essa direção santa ,sendo assim temos que sempre nos colocar em condições de aprender sempre mais pois tem sido uma bênção cada livro lido cada mensagem escrita, ,grupo criado são oportunidades unicas que só uma pessoa que não nasceu pra ser servo perde. Eu mesma fui salva graças a minha entrada no godllywood.

  • Avatar

    Ana Rodrigues Sep 13 2013 - 8:41 am Reply

    D. Fabiana, são pessoas como a senhora que fazem esta obra crescer. Estava lêndo as suas palavras e imaginando cada situação. Tive uma amiga que fazia a obra no altar e foi destacada para outro país, mas por motivos de saúde alegou não poder sair do país. Acabou que sairam da obra revoltados. Hoje ela continua doente e o pior de tudo afastada de Deus. Ela não usou a dé como a senhora e se deixou levar pelo sentimento. Por isso agradaço a Deus pelos servos que fazem a diferença. Obrigada!

  • Avatar

    Vanesa ( Porto Alegre) Sep 13 2013 - 9:25 am Reply

    Que forte esse testemunho, é bem assim mesmo, Deus permite situações para que possamos dar mais valor ao que temos, eu já passei por algo semelhante na minha vida, e confesso que hoje dou muito valor as coisas que antes tratava com desdém.

  • Avatar

    raiane Sep 13 2013 - 5:35 pm Reply

    muito bacana o seu depoimento d. fabiana , como a senhora disse agradeço a Deus por todos os ensinamentos e testemunhos de grandes mulheres de Deus como a senhora que sacrificaram sua vidas pelas almas e tenho apredindo muito, pesso a Deus que ,o que ele achou na senhora possa encontra em mim para servilo,em pequenas frases é como se conhecesse todo todos os momentos descritos ,muito obrigrada por ter compartilhado com agente um bjao!

  • Avatar

    CRISTIANE LADEIRA Sep 13 2013 - 6:23 pm Reply

    Oi dona Tania ,comecei a ler o livro muito bom ,ter mais experiencia do altar,qdo entrei na obra em ano de 98,entrei muito nova e sem nenhum preparo,como agora as meninas tem aulas de noiva,o grupo que antes nem a esposa do regional naquela epoca fala comigo sobre nada,ate para procurar o vestido foi dificil,pois nao tinha nem ideia de como poderia me casar,fiquei ate com vergonha da cor do buque nem poderia ser vermelho eu achava na minha cabeça,tudo bem casei logo fui me distanciando da minha famila para mim,foi dificil ,estava passando por um desereto sem saber, no interior de sp. meu esposo ia para reunioes na sede fica em outra ciadade as vezes tinha que ficar sozinha a noite toda ,fica ate com medo ,amanhecia passando roupa para passar as horas,era aquelas casas antigas do interior que nem fechava o portao,nunca disse nada a ele,se nao ele iria brigar comigo .cada dia era uma luta,fui para mais longe da minha famila,ate outro estado,tive 3 filhos que guerra,tive de cuidar praticamente deles sozinhas as vezes pra mim agora vejo que Deus sempre cuidou de mim,sempre estendeu as maos,chorava calada para eles nao ver mas dentro de mim Deus sempre me dizia quero te usar,logo vi que sempre estando perto da minha famila seria mais facil,mas Deus cuidava sempre de mim onde eu ia,dou graças a deus por naos anos dias que se passou Deus nos ensina nossa vida é o altar,olhar para traz só pra contar e ver o que Ele tenos mudado,experiencias se tivesse no atrio nao teria ,o que nos fortace é o nascimento com deus,Estou fazendo o rush aqui no E.santo,o grupo para mim vai me ajudar e muito.Amos fazer a obra de Deus ser uma escolhida para o altar um privilegio .estamos prontas pois DEUS É COMGIGO.

    DEUS ABENÇOE!!!

  • Avatar

    karine Sep 13 2013 - 10:12 pm Reply

    muito bacana dona o seu testemunho , poxa uma coisa que a senhora disse é verdade , hoje temos varias formas de saber como é servir a Deus no altar , graças ah Deus por isso! Deus abençoe a senhora !!

  • Avatar

    Thamires Farias Sep 14 2013 - 7:38 pm Reply

    Adorei, dna. Tânia. Seu livro, sem dúvidas, foi alimento espiritual para mim e para todas as pessoas. Não tenho o chamado para o Altar, porém o livro me ensinou a ser uma serva de Deus!

  • Avatar

    marinez fidelis Sep 17 2013 - 11:24 am Reply

    A cada post colocados no seu blog,estão me ajudando muito,pois,agora cresce ainda mais o meu desejo de servir a Deus no altar,ter uma vida de sacrifícios,levar vida aos sofridos.bjin

  • Avatar

    Flaviana Sep 18 2013 - 9:44 am Reply

    Muito forte,sou obreira ,tenho 32 anos,solteira,tenho um enorme desejo de servir a Deus no altar,mau comecei na obra ja estou passando por um enorme deserto,descobri uma doença no sangue que ainda nenhum medico sabe sua origem,o porque das dores pelo corpo,etc…tem sido um verdadeiro deserto,é muito frustrante não conseguir trabalhar nas reuniões de libertação,estou vivendo de fé em fé,minha sede de ganhar almas e cuidar delas é enorme e ao ler este post,saber da decisão em que tomara na epoca em que estava na Africa,me sobreveio algo,era uma resposta de Deus as minhas orações,cuidar do povo e Deus cuidará de mim,depender somente de Deus. Sempre.
    Obrigada,que Jesus continue abençoando.

  • Avatar

    Gisele Silva Sep 26 2013 - 3:46 pm Reply

    Muito forte! o mais forte quando lemos uma historia real, nos faz pensar bem referente a obra de Deus.
    bjinhos

  • Avatar

    fabricia Oct 1 2013 - 5:50 pm Reply

    Muito forte dona fabiana;pode ter certeza que é um exemplo pra quem estar começando.

Leave a reply

Name (required)

Website