Como preparar chá:

Como preparar chá:



Vamos então aprender como preparar o chá de maneira correta, para obter seus benefícios.

Para que o chá mantenha todas as suas propriedades e sabor, existem alguns cuidados a ter em conta.

  1. Encha uma chaleira com água fresca e agite para oxigenar. Se a água da zona for muito rica em minerais (calcário, por exemplo) deverá usar-se água engarrafada e não da torneira.

  2. Enquanto a água esquenta, escalde o Bule onde irá servir o chá, para manter a temperatura. Sempre que possível, opte por recipientes de porcelana ou vidro, pois não alteram o sabor do chá.

  3. Quando a água começar a ferver introduza o chá. Coloque uma saqueta por xícara ou três por bule.

  4. Assim que a água ferver, desligue o fogo. Tenha em conta que, quanto mais água ferve, mais oxigênio perde o que diminuirá a qualidade do chá.


  5. Verta o chá para o Bule e deixe repousar durante 5 minutos.

  6. Se pretende preparar um chá mais forte aumente a quantidade de chá e deixe repousar por menos tempo. Deve ter sempre o cuidado de não deixar o chá repousar por mais de 6 minutos pois tornará o sabor muito amargo.
  7. Agite ligeiramente o chá antes de o passar para as xícaras.

Quem São Suas Amizades?

Quem São Suas Amizades?

Quando cheguei na igreja, tinha muitas amigas da escola, outras que moravam perto e algumas amigas de infância.

O tempo foi passando e comecei a me dar conta que os pensamentos começaram a ser muito diferentes, meus desejos não eram mais iguais aos delas. As conversas já não eram de acordo com a minha fe, os desejos tampouco e muito menos os planos para o futuro.

Eu gostava delas mas havia algo que não encaixava mais, não conseguia sentir prazer no que sempre fazíamos antes, passar horas com elas já não me parecia tão prazeroso, e deixar de ir na igreja Domingo para passear, nem pensar!

Então tive que tomar uma decisão, ou seguia tendo elas como melhores amigas e fazendo tudo para agradá-las. Ou escolheria agradar a meu Deus e começar a me relacionar com pessoas que compartiam a minha fe.

Assim, comecei a buscar na igreja minhas novas amizades, como queria ser obreira me juntava com as meninas do grupo de evangelização e buscava aprender o mais que podia, para crescer espiritualmente, afinal de contas elas também queriam servir a Deus.

Foi então que conheci a Fátima, ela é uma de minhas melhores amigas, nos conhecemos á 17 anos. Nós fomos obreiras juntas e tínhamos o mesmo sonho, servir a Deus no altar.

Então poderíamos compartilhar nossos sonhos, nossa fe, falar de temas espirituais que edificavam a ambas e ajudar uma a outra.

Era bem diferente das amigas de antes, pois tínhamos os mesmos pensamentos e o mesmo objetivo. E assim aconteceu, as duas casamos com um homem de Deus e servimos ao Senhor no altar, pois soubemos renunciar o que poderia ser um impedimento para a realização do nosso sonho.

As vezes você tem o desejo de servir a Deus, ou de ser uma mulher de Deus, mas você só se junta com pessoas que não tem essa mesma visão, pelo contrario, só te criticam, fazem você duvidar, te incentivam a fazer coisas erradas, ou seja elas não poderão acrescentar nada a sua vida espiritual.

Você vai continuar dividida e talvez influenciada por uma pessoa que não crê no seu Deus, não comparte a sua fe e seu pensamento esta voltado para o mundo.

Escolha suas amizades com sabedoria, elas são preciosas quando nos abençoam, e não quando nos destroem.


Como controlar a língua?

Como controlar a língua?


Depois do estudo detalhado sobre a língua, você pergunta, e agora como faço para controlar a minha língua?

Aqui vão algumas dicas:

  • Comece por pensar antes de falar, este é o primeiro passo
  • Exerça domínio sobre a sua língua, suas palavras e não permita que sua boca te domine
  • Tenha autocontrole, vigie cada uma de suas palavras, afirmações e respostas
  • Evite ficar junto de pessoas que fazem mau uso da língua e podem te contaminar
  • Não esqueça, uma palavra pode deitar tudo a perder, ou ser mal interpretada, dependendo da maneira como você se expressa
  • Vê se o que você vai dizer é realmente necessário e verdadeiro
  • Fuja de grupinhos onde sempre ha fofocas
  • Opte por escutar mais e falar menos.

Deus abençoe.


Controle sua língua – Ultima Parte

Controle sua língua – Ultima Parte

A Língua Indiscreta – a pessoa discreta mostra prudência e autocontrole quando fala. A indiscrição pode ser custosa, ha temas que não devem ser mencionados diante de outros. Não devemos expor ou revelar assuntos que não nos dizem respeito.

Não porque sabemos as coisas ou conhecemos a intimidade das pessoas, temos o direito de mencioná-lo.

“O bom siso te guardara, e a inteligência te conservara.” Provérbios 2:11

A Língua Critica – tem pessoas que se dedicam a buscar os defeitos dos demais, só para poder criticá-los. O que critica se ocupa em observar o comportamento de outros nos mais mínimos detalhes, a mais pequena coisa que encontre para criticar já se sente satisfeito. As vezes se julga baseado em rumores que escutamos, que nem sempre são verdadeiros.

Nos temos a tendência de criticar os outros, quando o comportamento ou atitude da pessoa não esta correta desde o nosso ponto de vista.

“Não julgueis para que não sejais julgados. Pois com o critério com que julgardes, sereis julgados…” Mateus 7:1-2

A Língua Queixosa – você já conviveu com uma pessoa que murmura o tempo todo? E muito desagradável, nada para ela esta bem, em tudo põe defeito, parece que esta de mal com a vida.

Cuidado que a queixa é contagiosa, se estamos perto de uma pessoa assim, a tendência é fazer o mesmo.

Se temos alguma queixa seria, devemos apresentá-la diante de Deus, e não andar murmurando.

“Derramo perante Ele a minha queixa, a sua presença exponho a minha tribulação.” Salmos 142:2

Próximo artigo falaremos de como controlar a língua.


Declaração de uma leitora:

Declaração de uma leitora:

Hoje estava lendo seu blog, na parte que fala sobre a Língua Áspera, e lembrei de algo que me aconteceu.

Meu esposo e eu saímos para fazer uma visita no hospital em Nova York. Ele estacionou o carro num lugar proibido e recebeu uma multa.

Já estava tarde e ele tinha um compromisso, por isso, ia bem rápido.

Ao mesmo tempo, eu ia orando pois não gosto que dirija em grande velocidade.

Estávamos a caminho da ponte de Manhattan no carro, de volta a casa, quando de repente um carro vermelho, velho, se atravessa diante do nosso, cortando o meu esposo.

Ele já estava um pouco nervoso, desceu o vidro do carro chamando a atenção desagradavelmente do senhor do carro vermelho.

Senti muita vergonha e segui orando.

Depois meu esposo queria comer alguma coisa, então passamos rápido pela cafeteria. Quando íamos saindo…, quem ia entrando? O senhor do carro vermelho. Eu não o vi, mas meu esposo sim.

Nesse momento, meu esposo sentiu um pouco de vergonha, mas não lhe pediu desculpas.

Quando entramos no carro lhe disse: “amor, se encontrasses hoje este senhor na igreja, que lhe dirias? Me respondeu: “lhe diria que não se meta na frente dos carros”.

Pedi paciência a Deus, pois não queria entrar em razão.

Bom mais tarde ele foi na igreja. Quando voltou a casa estava calado…, quieto…

Eu estranhei pois sempre chegava pedindo algo para comer.

Mais tarde me disse:”Não sabes quem estava hoje na reunião da igreja? Lhe perguntei:”Quem?

Respondeu:”O senhor do carro vermelho”. Fiquei espantada,”Não posso acreditar”, lhe disse.

Meu esposo se desculpou e o senhor também.

A lição que dei ao meu esposo é que sempre devemos ser um bom exemplo. Os olhos de Deus sempre estão postos em nós e no momento de ira, nervosos, não pensamos nas conseqüências. Ele aprendeu a lição!

Quando isto aconteceu, foi algo inexplicável, agora rimos pois foi engraçado, mas se o senhor fosse um mau homem? Poderia ter atacado meu esposo. Graças a Deus tudo correu bem.

Queria compartir esta experiência,

Uma leitora.


Controle sua língua – Parte 3

Controle sua língua – Parte 3

A Língua Caluniadora – os caluniadores fazem declarações maliciosas, falsas ou inclusive verdadeiras, mas com a intenção de denegrir a reputação, o caráter ou o bom nome da pessoa emvolvida.

Algumas pessoas são tão inseguras, que sentem que devem lançar calunias acerca de outras pessoas, só por considerá-las “competência” e tudo isto para manter sua posição.

Contrario do que pensa, diminuir a imagem do outro não vai realçar a sua imagem. Ofuscar a luz de alguém, não vai fazer com que a sua brilhe.

“O que retém o ódio é de lábios falsos, e o que difama é insensato”. Provérbios 10:18

A Língua Fofoqueira – quando a pessoa se envolve com assuntos pessoais de outros, para depois sair contando a noticia. Sempre anda espiando e buscando novas noticias para ter do que falar.

As vezes por não ter o que fazer, a pessoa se entretém com fofocas. Este tipo de pessoa não é para nada de confiança.

“ O mexeriqueiro revela o segredo; portanto, não te metas com quem muito abre os lábios.” Provérbios 20:19

A Língua Sabe-tudo – não pode evitar em dar opiniões não solicitadas. Tem uma alta estima de sua opinião e sempre usa estas palavras: “você deveria…”. E super controladora e crê que tem o domínio de todos os assuntos, implantando sempre a sua opinião. As vezes sem dar-se conta, a pessoa é arrogante e orgulhosa exibindo uma superioridade intelectual.

“O homem prudente oculta o conhecimento…” Provérbios 12:23

A Língua Áspera – Você já foi maltratada nas lojas, ou no transito? Verdade que nos faz sentir mal? Quando se é áspero com alguém se pode acabar com o dia dessa pessoa. As vezes seu cansaço ou falta de tempo fazem com que atue de uma maneira rude, mas pense, a outra pessoa não tem culpa. A pessoa de Deus é paciente, considerada e amável.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” Provérbios 15:1


Controle sua língua – Parte 2

Controle sua língua – Parte 2


A Língua Manipuladora – os manipuladores usam suas manhas, envolvem os demais com palavras mansas para alcançar seus objetivos e tirar vantagem. Empregam táticas indiretas para obter informação ou influenciar a outra pessoa.

Sempre atuam como se fossem vitimas. Normalmente usam estas palavras: “Posso conseguir que ele(a), faça qualquer coisa..”

São muito perspicazes para conseguir o que querem.

“Então ela lhe disse: Como dizes que me amas, se não esta comigo o teu coração? Já três vezes zombaste de mim e ainda não me declaraste em que consiste a tua grande força.” Juízes 16:15

A Língua precipitada – Quantas vezes ofendemos alguém por atuar de modo precipitado? Claro, pode ser de forma inocente para agregar humor a situação, mas não deixa de ser desagradável. Quando falamos sem pensar, no geral, acabamos por nos arrepender do que dissemos, mas é demasiado tarde pois não ha como retroceder as palavras ditas.

Também responder de forma precipitada não é bom, devemos pensar antes de responder e terminar de escutar a pergunta.

Outro exemplo, seria comprometer-se precipitadamente, pois trás mas conseqüências. Nunca prometa algo que não pode cumprir.

“Tens visto um homem precipitado nas suas palavras? Maior esperança ha para o insensato do que para ele.” Provérbios 29:20

A Língua que Divide – muitas pessoas utilizam a sua língua para causar divisão e inimizades. Gostam de contar o que não devem com a única intenção de causar problemas e inclusive separar grandes amigos.

Talvez quer ganhar o favor dessa pessoa parecendo leal por denunciar ao que é mau, ou então pode estar comunicando seus próprios sentimentos acerca dessa pessoa, á custa de terceiros.

“ Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.”

Mateus 5:9