Minha história 15 – A obra de Deus e a familia

Minha história 15 – A obra de Deus e a familia

Na época que eu era obreira a reunião principal de domingo era 7:30 da manhã. Então sábado já deixava tudo pronto, meu uniforme passado, meus sapatos engraxados, pois domingo nos levantávamos bem cedinho para ir à igreja. Read more


Minha história 14 – A vergonha publica

Minha história 14 – A vergonha publica

Quando terminei meu curso eu fiz um estagio de três meses numa empresa. No percurso eu sempre passava por uma rua cheia de comercio no centro do Porto. Era uma longa avenida repleta de lojas e muito movimentada. Read more


Quanto amor!

Quanto amor!

Oi a todas, tudo bem? Hoje gostaria de escrever sobre algo que estive meditando muito estes últimos dias, e começoeste post com uma perguntinha: Você sabe o quanto Deus te ama? Read more


É possível ter o Espírito Santo e não falar em línguas?

É possível ter o Espírito Santo e não falar em línguas?

Olá queridas! Devido às perguntas que tenho recebido sobre se “É poossível ter o Espírito Santo e não falar em línguas”, decidi compartilhar com vocês este video em que o bispo Macedo explica sobre o assunto. Read more


Minha historia 13 – “A maravilhosa e grata noticia”

Minha historia 13 – “A maravilhosa e grata noticia”

Como lhes contei no post anterior eu havia recebido o Espirito Santo e estava lutando para ser obreira. Não era fácil ser colocada na obra de Deus, nós tínhamos que provar que realmente queríamos isso. Não era uma brincadeira ou um simples desejo momentâneo, era algo serio e eu tinha consciência disso. Read more


Minha história 12 – “A demora para receber o Espirito Santo”

Minha história 12 – “A demora para receber o Espirito Santo”

O pastor sempre buscava o Espirito Santo nas reuniões e certa vez quando fomos evangelizar uma obreira começou a falar sobre o tema. Read more


Minha história 11 – “Eu não queria ser obreira”

Minha história 11 – “Eu não queria ser obreira”

Eu sempre ia na igreja com a minha mãe, irmã e namorado. Já tínhamos quase um ano frequentando, mas eu sempre dizia que não queria ser obreira. Eu estudava e pensava que se ajudasse como obreira eu precisaria de muita disponibilidade de tempo e não poderia cumprir com meus estudos. Read more