Mini Novela Diná 4 – O Trato

Tania Rubim

Mini Novela Diná 4 – O Trato

Jacó estava dentro da sua tenda de joelhos e com o rosto no chão, o seu coração estava destroçado, não deixava de pensar na sua filha, e por momentos se recordava de quando ela era pequena, com um suspiro profundo, as palavras sairam da sua boca – Deus de Abraão e Deus de Isaque! Meu Deus e agora o que faço? – e assim permanecia Jacó dentro da sua tenda.
Dentro da tenda de Lia estava Diná sendo cuidada por sua mãe, ela estava muito assustada.
– E agora mãe que vai ser de mim! – dizia Diná chorando.
Lia a apertava contra o seu peito, ambas estavam sofrendo, Jacó estava em silêncio, os seus filhos ainda estavam no campo. Lia não queria nem imaginar o que poderia acontecer, a verdade é que a confusão estava armada, não havia volta atrás, se abriu um espaço para o mal e as consequências não se fazem esperar.
O jovem Siquém contava o sucedido ao seu pai, e lhe suplicava que este fosse falar com Jacó.
– Pai eu amo a Diná, eu quero que ela seja minha esposa!
– Mas meu filho que vamos fazer agora, você sabe que eles são um povo com costumes diferentes aos nossos, não temos nem ideia do que possa passar se vamos lá falar com eles!
– Mas Pai eu estou disposto a dar a minha palavra ao pai dela,  eu a quero  como minha esposa! E não se esqueça que Jacó é um homem muito rico, e isso também nos convém para o crescimento da cidade que formemos parentesco com eles.

Assim Siquém convenceu a seu pai e juntos sairam em direcção do acampamento de Jacó. Ao sair da cidade Siquém viu a banca do mercador de tecidos onde ele e Diná se haviam encontrado pela primeira vez e comprou o tecido amarelo que Diná tinha gostado para lhe levar como presente.
No acampamento se escutava um alboroto, como de costume quando os filhos de Jacó voltavam de pastorear os rebanhos, só que desta vez ninguém saiu ao encontro deles, a não ser Jacó que muito angustiado lhes disse:
– Meus filhos, sucedeu algo terrível, vocês não imaginam o que aconteceu com Diná!
– Fale logo meu pai! Porque o senhor esta tão serio, ela se machucou? – disseram ansiosos.
– Não! Ela se afastou do acampamento, queria ver o modo de vida do povo aqui de Siquém e um homem a violou.
– Como é que é? Vamos lá, ele vai pagar, isso não vai ficar assim, disseram os filhos de Jacó tremendamente revoltados e indignados.
– Quem fez tamanha atrocidade com a filha de Jacob, quem ele pensa que é?

O sentimento de vingança e justiça lhes corria pelas veias, era momento de agir, não iriam deixar barato tamanha afronta.
Hamor e Siquém seu filho se aproximam da tenda de Jacó, com certeza estavam um pouco receosos mas Hamor queria satisfazer o desejo do filho de se casar com Diná.
-Meu filho está enamorado fortemente de vossa filha, peço-vos que lhe deis por esposa, aparentai-vos conosco, dai-nos vossas filhas e tomai as nossas! – pranteou Hamor.
– Ache mercê ante vós e vos darei o que determinardes, dai-me porém a jovem por esposa – suplicou Siquém.
Diná escutou vozes diferentes que vinham do lado de fora da tenda, e curiosa perguntou à sua mãe – quem está lá fora? Mãe meus irmãos voltaram, e agora?
– Calma minha filha! – disse Lia suspirando profundamente.
Diná correu para a saída da tenda e quando espreitou entre as cortinas, não podia crer no que seus olhos viam. Era Siquém! O seu coração estremeceu e todo o seu corpo começou a tremer.
– Mãe é Siquem o rapaz que me forçou a ser dele!
-Que será que ele veio fazer aqui? Que será que eles tanto falam? – perguntou Diná à sua mãe do lado de dentro da tenda, não podia conter a sua curiosidade.

Enquanto Jacó e seus filhos conversavam com Hamor, Siquém olhava ao seu redor, tentando ver onde estava Diná, e a viu espreitando entre as cortinas da tenda, o seu coração se encheu de ternura por ela pois a amava muito, quando o olhar dos dois se cruzou Diná soltou a cortina e ficou em silêncio dentro da tenda.
Os irmãos de Diná foram duros na resposta que deram a Siquém e ao seu pai Hamor. – Não podemos fazer isso, dar a nossa irmã a um homem incircunciso, porque isso nos seria pecado e uma vergonha para o nosso povo.  Só se vos tornardes como nós, circuncidando-se todo os homens entre vós!
Claro, não ha comunhão entre a luz e as trevas, Diná se casar com um homem incrédulo que não cria em Deus, não era uma boa ideia.
Seus irmãos exigiram algo, não somente a Siquém, como também a todo o seu povo, será que eles vão aceitar?

Será que o amor de Siquém por Diná chegava a tal ponto?….

(continua na próxima segunda-feira)

Para ler a historia desde o começo, visite:

Parte 1 Mini Novela Diná, a filha de um pastor

Parte 2 Mini Novela Diná,encurralada

Parte 3 Mini Novela Diná,inconsolável

 

Autora do livro "Escolhida para o Altar". Faço a obra de Deus no Altar por 20 anos, espero através do blog ajudá-las, dividindo com vocês experiências e aprendizados.


Comments (14)
  • Avatar

    Angélica Mar 5 2012 - 9:21 am Reply

    Muito interessante! Estou gostando muito dessa Mini Novela Diná. Estarei aguardando o próximo capítulo.

  • Avatar

    Kezia Mar 5 2012 - 1:34 pm Reply

    Ai que linda dona, uma história de amor que aconteceu no passado. Linda essa história porque ele se aproveitou da curiosidade da moça e a violou mais pelo jeito ele verdadeiramente gostava dela.
    Nossa vou contar os minutinhos dessa semana.

    Kezia Dias Gois
    Fortaleza – Ceará

  • Avatar

    Diná Mar 5 2012 - 3:10 pm Reply

    Dona Tania, a mini novela está sendo algo surpreendente. Estou amando a história da Diná.

  • Avatar

    Rosane Gomes Mar 5 2012 - 4:17 pm Reply

    Essa mini novela é muito legal,eu como sou curiosa ja li na biblia o final dessa historia!:)

  • Avatar

    Raquel Safra Mar 5 2012 - 9:29 pm Reply

    A filha do pastor quem poderia imaginar??

    Deus é tão perfeito que não esconde nem os mínimos detalhes.

    Eu sei o que é viver com um incrédulo, era pai (pela fé) era um, e,só Deus sabe como é o inferno,viver nessa situação.

  • Avatar

    manoela g nascimento Mar 6 2012 - 12:34 pm Reply

    D. Tania, as vezes é chega ser dificil viver com um homen de Deus imagine vever com um incredulo.

  • Avatar

    Marcele Cristina Mar 8 2012 - 3:56 pm Reply

    amei cada vez mais eu gosto dessa novelinha bjs d.Tania

  • Avatar

    Myrlene Miranda Belém/Pará Mar 8 2012 - 8:31 pm Reply

    Olá dona Tania boa noite !
    Que mini-novela abençoada e surprendente !
    Apesar dele dizer que ama Diná o que deveria começar como uma linda história de amor começou com um verdadeiro pesadelo….que horrivel deve ter sido para ela e para a sua familia.
    Aguardo a continuação dessa mini-novela !
    Bjos para a senhora !

  • Avatar

    Greika Katielly Mar 9 2012 - 11:41 am Reply

    Muito Legal está mini historia dona Tania nos mostra se queremos conquistar algo que desejamos tanto as vezes temos que abrir mão de outras coisas,pois não podemos unir a luz com as trevas.

  • Avatar

    Stephany Mar 10 2012 - 2:40 pm Reply

    Muito Legal, é uma maneira muito boa de apender! nós temos tantos exemplos na blíblia que as vezes alguns até passam desapercebidos, esta história nos alerta sobre as terriveis consequencias que a curiosidade pelas coisas do mundo podem tazer !

  • Avatar

    ADRIA RAISSA (BELEM/REGIÃO AGULHA SEDE) Mar 11 2012 - 7:28 pm Reply

    nossa DINÁ FICOU SEM SAIDA, É ESTRANHO SABER QUE SIQUÉM A AMAVA E TER FEITO O QUE FEZ COM ELA,SEUS IRMÃOS TOMARAM A ATITUDE CERTA EM PEDIR PARA QUE SIQUÉM SE CONVERTESE Á DEUS.O QUE SERÁ QUE SIQUEM IRÁ FAZER?

  • Avatar

    luciana de jesus salvador ba Mar 14 2012 - 10:20 am Reply

    D.Tania essa primeira vez que estou lendo a historia da Mini Novela Diná – O Trato
    e achei muto interessante

  • Avatar

    Beth Coelho Mar 18 2012 - 6:57 pm Reply

    Que bacana dona Tania, é muito legal a forma que a sr fala com certeza vou ler essa historia na biblia, é muito interessante!! estou anciosa para saber o que aconteceu!!! na Fé!!

  • Avatar

    silvia Mar 26 2012 - 1:33 pm Reply

    nossa, dn. Tania cada mini novela e mais involvente .

Leave a reply

Name (required)

Website