Minha história 15 – A obra de Deus e a familia

Tania Rubim

Minha história 15 – A obra de Deus e a familia

Na época que eu era obreira a reunião principal de domingo era 7:30 da manhã. Então sábado já deixava tudo pronto, meu uniforme passado, meus sapatos engraxados, pois domingo nos levantávamos bem cedinho para ir à igreja.

Me recordo que meu sonho era poder ficar o dia todo, almoçar lá e já permanecer para as reuniões da tarde. No entanto isso não era possível. Meu pai exigia que no almoço de domingo toda a família estivesse presente, já que durante a semana ele e minha mãe não almoçavam em casa por causa do trabalho. Como já lhes disse eu tinha dezoito anos na época, mas vivia e dependia financeiramente dos meus pais, pois estudava, então não porque era maior de idade podia desrespeitá-lo. Depois da reunião íamos correndo para casa almoçar e logo em seguida voltávamos para a igreja.

Agora imagine se eu dissesse: “sou maior de idade e vou comer na igreja, ponto final”; como você acha que meu pai iria reagir? Ele iria me repreender e ademais ficar com raiva da igreja, pensando que o pastor exigia isso de mim, quando não era verdade. Muitos tem feito seus familiares odiarem a igreja por causa de seu mau exemplo, pois eles imediatamente pensam que a igreja é quem dita certas regras e faz certas exigências, que na verdade são decisões que a pessoa toma sem levar em consideração o mau testemunho que está dando.

Por isso gostaria que todas pensassem agora que tipo de testemunho têm dado para seus familiares.

Ao longo dos anos conheci várias obreiras que eram incansáveis no que diz respeito à obra de Deus, trabalhavam nas reuniões, limpavam, ficavam até tarde, mas em casa eram um péssimo testemunho do Senhor Jesus. Não respeitavam os pais, não ajudavam nas tarefas domesticas, faziam de sua casa um hotel. Saíam cedo para estudar ou trabalhar e voltavam apenas para dormir, como se não tivessem qualquer responsabilidade com seu lar e sua família.

Essas atitudes fazem uma grande diferença. Como exalar o perfume de Jesus se não agimos de acordo com Seus ensinamentos?

Mais do que falar, nós precisamos mostrar Deus para nossos familiares. Muitas falam, mas como suas atitudes não comprovam o que dizem, a família não crê em suas palavras. Outras quase não falam, mas com seu testemunho têm atraído seus entes queridos para a fé.

É hora de rever se você tem feito o que Deus quer que você faça ou se está agindo de acordo com a sua própria vontade.

Talvez muitos dos problemas ou perseguições que sofre em casa não são culpa de seus pais como você afirma, mas são causados pela sua indiferença, falta de atenção, de carinho e de consideração para com eles.

Seja mais sensível às necessidades de seus pais, respeite-os, ajude-os e Deus vai honrá-la.

Não queira impor a sua fé, antes mostre-a por meio de suas atitudes.

Pensem nisso!

Leia aqui os posts anteriores.

Autora do livro "Escolhida para o Altar". Faço a obra de Deus no Altar por 20 anos, espero através do blog ajudá-las, dividindo com vocês experiências e aprendizados.


Comments (4)
  • Avatar

    Thainá Oct 23 2017 - 2:45 pm Reply

    Verdade dn Tania, no meu inicio na fé cometi por muito tempo esse erro… comecei a morar com a minha avó que é obreira não ajudava em casa passava o dia na igreja e ela por estar contente com a minha conversão sempre aguentou sem falar nada, pois preferia me ver na igreja do que em lugares do mundo. Nesse tempo quase nao via minha irmã e mãe na semana era trabalho e escola, pintava uma folga esta na igreja e nos fim de semana não saia de lá. Até que graças ao nosso misericordioso Deus vi o péssimo testemunho que dava e passei a dedicar mais tempo a minha família isso trouxe um resultado muito positivo para minha vida familiar e espiritual … nada como ter equilíbrio rsrs na fé OBS: Amando os post

  • Avatar

    Rodrigo Oct 23 2017 - 4:26 pm Reply

    Olá dona Tânia,
    Tenho acompanhado o blog da sra. de uns tempos para cá e as mensagens, bem como o relato de sua história tem me ajudado muito.
    E é verdade muitas das vezes a “perseguição” é o resultado de um mau testemunho dado.O que além de atrapalhar a entrada de nossos familiares no Reino de Deus ainda nos causa problemas desnecessários.
    Que Deus a abençõe.

  • Avatar

    Vânia Soares Oct 25 2017 - 9:31 am Reply

    Verdade D.Tânia ; não sou de falar muito ; procuro falar do Senhor Jesus através das minhas atitudes bjos.

  • Avatar

    Monica Nov 11 2017 - 5:00 am Reply

    Bom dia Dona Tânia. Respondeu à minha questão. A obra de Deus é importante bem como a nossa família. Tem que haver equilíbrio. O nosso desejo é estar sempre na igreja ajudar a fazer isto e aquilo. Mas depois vem o peso na consciência que em casa também temos família (no meu caso marido e filha) que precisam de nós. Deus abençoe.

Leave a reply

Name (required)

Website