Category archive - Autoajuda

Tania Rubim

De novo? Nãooooooo.

De novo? Nãooooooo.

A igreja estava em obras, era poeira por todo lado, parecia um manto de pó branco, se sentia até no ar.

Quando algo não tinha ficado perfeito e se tinha que arrumar de novo, logo vinha aquele pensamento: “De novo, Não!”

Já estava tudo limpinho, eles vão sujar tudo que já limpamos, melhor deixa ficar assim, quase não se vê, quem vai reparar nesse pequeno detalhe, esta num lugar tão escondido, ah ninguém nem vê.

Arrumar qualquer coisa por mais mínima que fosse, implicava sujar vários lugares e levantar um montão de poeira, sentíamos que tudo que tínhamos feito ia por agua-a-baixo e tinha sido uma perda de tempo.

Parei para pensar e comecei a comparar toda esta situação com a vida espiritual, mais especificamente em relação ao pecado.

Quantas vezes a pessoa tem um pecado escondido, algo que ninguém vê, parece insignificante e até passa desapercebido. Parece que faz parte da sua vida, ela se acostumou a conviver com ele.

A pessoa não se quer dar ao trabalho de “arrumar” esta situação.

Ela pensa; “me batizar de novo? Ah não, o que vão pensar de mim? Esquecendo ela que o que crê que foi seu batismo não passou de um simples mergulho no batistério da igreja, pois tudo seguiu igual. O mesmo caráter, os mesmos pensamentos, as mesmas atitudes, enfim ela segue sendo a mesma de sempre.

Para quê confessar o pecado escondido no coração? Afinal de contas ninguém vê, quem sabe um dia esse sentimento sai, ou deixo de me sentir acusada em minha consciência?

Melhor levantar a poeira tudo de novo e ficar uma coisa perfeita que se possa ver de perto.

Melhor ter o “trabalho” de arrumar do que deixar passar o tempo e o defeito aumentar e ficar mais feio.

E o que era tão pequeno que passava desapercebido se torna algo grande que todos irão ver.

Pense nisso, tomar tempo para se arrepender e começar de novo, não é perda de tempo, mas sim ganho para a vida eterna.


Doi, não doi?

Doi, não doi?


Você já teve que dar seu sapato preferido? Aquele que você mais gosta, mas não pode usar porque machuca seu dedinho.

Mas como ele é lindo, você fica esperando para dar, gosta de ve-lo no armário cada vez que entra, não pode imaginá-lo em outro pé que não seja o seu.

Mas na verdade ele não serve, só esta ocupando espaço.

E quanto mais você insiste em usá-lo, pior vai ficar seu pé, as feridas vão aumentar.

Muitas vezes sabemos que devemos nos desfazer de algo e ainda que resistimos, sabemos que temos que abandonar tal coisa.

Talvez você tenha que renunciar uma amizade que te leva para caminhos tortuosos, quem sabe mudar algo em seu caráter que não vem agradando a Deus. Ou ate mesmo deixar seu namorado, que você crê ser o amor da sua vida, mas que na realidade tem sido uma pedra de tropeço para a sua fe.

Quem sabe você tem que mudar totalmente o rumo de sua vida, para poder agradar a Deus.

Pois é, dói não dói? Mas e a única solução, se desfazer do que não serve que suga a sua fe e energia e que traz feridas dolorosas.

Não perca mais tempo, não se prenda a algo que não tem futuro, não tenha medo de dar.


Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher

Dedico este video a todas as mulheres e as minhas amigas, que conheci ao longo dos anos.
Deus abeçoe a todas.
Beijos


Sera que eu mereço?

Sera que eu mereço?

As vezes se escutam este tipo de comentários na igreja: “Olha só chegou ontem e já foi abençoada”; “Não entendo, estou aqui faz anos e nunca contam comigo para nada, me sinto até uma inútil”; “Não é justo, tão jovem e com tantas responsabilidades”.

Muitas pessoas pensam que vão receber algo de Deus pelo tempo que tem na igreja, ou por merecer algo de Deus, mas as coisas de Deus se conquistam pela fe.

Vejamos a historia de Raabe, ela era uma prostituta, não conhecia o Deus de Israel. Aparentemente não era merecedora de nada.

Quando os homens de Deus lhe pediram ajuda, naquele momento ela teve a oportunidade de usar a sua fe, arriscando assim própria vida para ajudar o povo de Deus.

Façamos uma retrospectiva da vida de Raabe.

Raabe, vida sem fe – Morava em Jerico e era prostituta.

Raabe, atos de fe :

– ajudou os espiões de Josué, escondendo-os e ajudando-os a sair da cidade sem serem vistos pelos soldados de rei

– confiou que os espiões faziam parte do povo de Deus, que tomariam posse da sua cidade e a destruiriam

– obteve a promessa que por seu gesto de bondade, ela e sua família seriam poupados, quando o povo de Deus voltasse para tomar posse da cidade

– ela fez tudo como prometeu aos homens de Deus, e pelo seu ato de fe ela e sua família foram salvos da destruição de Jerico.

Raabe viveu em Israel o resto de sua vida e se casou com Salmom e foi mãe de Boaz que se casou com Rute, mãe de Obede que gerou Jesse pai de David, de cuja descendência nasceu Jesus.

Quem diria Raabe ser ascendente do Senhor Jesus, ela conquistou através da fe.

Raabe, vida de fe – Morava em Israel, foi esposa e mãe.

Todas nos tivemos um antes e um depois, mas o que marca o ponto de passagem é o nosso encontro com a fe.

Para usar sua fe você não precisa nenhum requerimento especial, apenas crer, e o milagre acontece.

Não importa quem você é, ou qual foi seu passado, Deus só esta esperando você usar a sua Fe, para se manifestar em sua vida.


Mulheres admiráveis

Mulheres admiráveis

Elas são mulheres que tem seu trabalho, sua profissão, outras trabalham e estudam, tem sua casa e sua família.

Elas trabalham fora, chegam em casa e tem que prover o bem estar de sua família e o bom andamento do seu lar.

Muitas enfrentam lutas no trabalho, em casa e tudo isto por causa da sua fe.

O que as faz admiráveis é que ainda separam um tempo para servir a Deus, estas são as obreiras da Igreja Universal.

Ademais de cuidarem de suas próprias casas, elas cuidam da casa de Deus, vendo cada detalhe, cuidando das crianças para que os pais possam participar das reuniões tranqüilos, evangelizando, mantendo a igreja limpinha, atendendo as pessoas que precisam de ajuda espiritual, uma palavra de alento ou simplesmente ser escutadas.

Sem elas não teríamos condição de receber tantas pessoas na igreja e cuidar de todos com um cuidado especial, elas são fundamentais na obra de Deus e no crescimento do Reino dos céus.

E tudo isto elas fazem por amor, porque sentiram o chamado de Deus e se dispuseram a ganhar almas.

Não são recompensadas com nada material, mas seu galardão será sobremodo grande, elas podem não ser famosas ou ter seu nome escrito num mural, mas com certeza são muito especiais para Deus.

Quero fazer esta pequena homenagem a todas as obreiras da IURD, no mundo todo, por seu serviço espiritual e sua dedicação nos átrios de Deus.

Sigam servindo nosso Senhor com entusiasmo e fervor e com certeza Ele as recompensara.

Obs.: Na foto estão algumas das obreiras da Catedral de Miami, Estados Unidos, igreja onde estou atualmente.


Esperando pelo noivo

Esperando pelo noivo

Imagine todos os preparativos, a empolgação e todo esforço realizado para uma festa de casamento. O dia que toda a noiva deseja que seja perfeito, sem erros, sem furos, sem problemas, somente alegria e felicidade.

Quando de repente alguém e barrado de entrar na festa, uma pessoa sem convite, que quer entrar a força sem ter o direito de estar ali.

Então cria aquela confusão, se escuta aquele murmurinho de longe, mas claro que o porteiro não vai deixar entrar, a felicidade dos noivos não será ameaçada por nada deste mundo.

A parábola das 10 virgens é um exemplo disso, quem não possui o azeite, que é o Espírito Santo, não poderá entrar nas bodas do cordeiro.

O Senhor Jesus representa o noivo e a igreja representa a noiva.

Vamos entender melhor a comparação que o Senhor Jesus faz nesta parábola.

Naquela época em Israel o casamento era da seguinte forma:

1-Havia um acordo legal entre os pais dos noivos

2- Depois a procissão do noivo com seus convidados ate a casa da noiva, que o esperava com 10 virgens, suas damas

3- Por ultimo havia a festa de casamento, em casa da noiva

Mas, havia um pequeno detalhe, a chegada do noivo não tinha hora marcada, ele podia chegar ate altas horas da noite, e a noiva tinha que esperar sua chegada.

Por este motivo, cada uma das virgens tinha que possuir uma lamparina e óleo extra. As cinco virgens sabias se prepararam com óleo extra, mas as tolas não. Quando o noivo chegou a meia-noite as cinco necias que não se haviam preparado foram denunciadas e barradas na entrada da festa, não podendo assim participar.

A mensagem é clara. O senhor Jesus não tem hora fixa para voltar então todas nos devemos estar continuamente preparadas para Sua volta, vivendo uma vida fiel e obediente enquanto aguardamos nosso Noivo.

Ser precavidas, e não pensar, falta muito para isso, e assim viver desordenadamente, sem cuidar da vida espiritual, sem vigiar o que falamos, o que fazemos, o que pensamos, como olhamos os demais e também as intenções do nosso coração que ninguém vê, mas o Noivo pode enxergar ate o mais profundo de nosso ser.

Não vamos permitir que nossas lâmpadas se apaguem, vamos sempre ter o azeite que é o Espírito Santo. O tempo é agora, quando o Senhor Jesus volte não dara tempo para mais nada.

Ninguém sabe o dia nem a hora que o nosso Senhor vira, assim que fiquemos atentas.

Mateus 25:1-13


Faça você primeiro!

Faça você primeiro!




Era uma vez, uma jovem chamada Lin, que se casou e foi viver com o marido na casa da sogra. Depois de algum tempo, começou a ver que não se adaptava à sogra. Os temperamentos eram muito diferentes e Lin cada vez se irritava mais com os hábitos e costumes da sogra, que criticava cada vez com mais insistência.


Com o passar dos meses, as coisas foram piorando, a ponto de a vida se tornar insuportável. No entanto, segundo as tradições antigas da China, a nora tem que estar sempre ao serviço da sogra e obedecer-lhe em tudo.

Mas Lin, não suportando por mais tempo a idéia de viver com a sogra, tomou a decisão de ir consultar um Mestre, velho amigo do seu pai. 
Depois de ouvir a jovem, o Mestre Huang pegou num ramalhete de ervas medicinais e disse-lhe:

“Para te livrares da tua sogra, não as deves usar de uma só vez, pois isso poderia causar suspeitas. Vais misturá-las com a comida, pouco a pouco, dia após dia, e assim ela vai-se envenenando lentamente. Mas, para teres a certeza de que, quando ela morrer, ninguém suspeitará de ti, deverás ter muito cuidado em tratá-la sempre com muita amizade. Não discutas e ajuda-a a resolver os seus problemas.

” 
Lin respondeu: “Obrigado, Mestre Huang, farei tudo o que me recomenda”.


Lin ficou muito contente e voltou entusiasmada com o projeto de assassinar a sogra. 
Durante várias semanas, Lin serviu, dia sim dia não, uma refeição preparada especialmente para a sogra. E tinha sempre presente a recomendação de Mestre Huang para evitar suspeitas: controlava o temperamento, obedecia à sogra em tudo e tratava-a como se fosse a sua própria mãe.

Passados seis meses, toda a família estava mudada. Lin controlava bem o seu temperamento e quase nunca se aborrecia. Durante estes meses, não teve uma única discussão com a sogra, que também se mostrava muito mais amável e mais fácil de tratar com ela. As atitudes da sogra também mudaram e ambas passaram a tratar-se como mãe e filha.

Certo dia, Lin foi procurar o Mestre Huang, para lhe pedir ajuda e disse-lhe:

“Mestre, por favor, ajude-me a evitar que o veneno venha a matar a minha sogra. É que ela transformou-se numa mulher agradável e gosto dela como se fosse a minha mãe. Não quero que ela morra por causa do veneno que lhe dou.

” Mestre Huang sorriu e abanou a cabeça: “Lin, não te preocupes. A tua sogra não mudou. Quem mudou foste tu. As ervas, que te dei, são vitaminas para melhorar a saúde.

O veneno estava nas suas atitudes, mas foi sendo substituído pelo amor e carinho que lhe começaste a dedicar.

“

Na China, há um provérbio que diz: “A pessoa que ama os outros também será amada”.